Helen Rödel traz o que chama de “Alto Alto Verão” para a passarela, com corpos ventilados em looks super apropriados para verões mais quentes, como os vestidos vazados e biquínis. O capricho do feito à mão dá beleza mas é o que confere, além da estética, um nível de importância ao “made in” que justifica a presença da marca no Projeto Estufa. O projeto, que estreou hoje (15/03) na SPFW, selecionou marcas que provoquem reflexões, que inovem no modo de fazer.

Falar do “modo de fazer” de Helen é pensar além do resultado que vemos na passarela – um resultado de beleza das cores, de desenhos que contornam o corpo e valorizam a brasilidade. Falar das mãos que operam o crochet é pensar em mulheres que foram transformadas e empoderadas pelo trabalho com a estilista. “São mulheres que anos atrás se achavam apenas capazes de costurar um bico de pano de prato e hoje fazem um crochet maravilhoso. São mãos artesãs, pessoas com quem divido o meu trabalho…”, a estilista se emociona, interrompe a frase, seus olhos enchem de lágrimas. O discurso de Helen e seu jeito de falar da equipe dispensam maiores argumentações do quanto é importante valorizar as mãos que constroem a beleza da moda. (JULIANA LOPES)

Fotografia: Agência Fotosite / Paulo Reis / Marcelo Soubhia